julho 27, 2017

Um apocalipse

A Costa tudo lhe chega este verão: a falta de humidade, a falta de chuva, o calor a mais, o vento a mais, as notícias sobre o Siresp, as bolas de fogo, as trovoadas secas, os comandantes dos bombeiros falarem, haver quem conte os mortos, os jornais comentarem! De facto quase tudo o incomoda .... apenas o poder o motiva ...  assumir as responsabilidades é que não.

Uns dias:
  • Foge de férias;
  • Outros ignora as desgraças;
  • Os restante aplica a lei da rolha a quem ousa fugir ao guião socialista. 
O inenarrável Marcelo acompanha a violino.

Há quem diga que 64 mortos ou 65 é o mesmo: ide dizer isto aos filhos, maridos, esposas e família do morto 65 e restantes. Estão a colocar uma nova fasquia à vara de medir Estalinista: uma morte é uma tragédia um milhão é uma estatística.

A falência das democracias

Assistimos a uma falência generalizada de muitos estados ditos democratas: aqui na Europa e mesmo na América. Apenas alguns indícios:
  • Temos autoridades a legitimar ocupação de propriedade privada: caso dos Okupas apoiados por autoridades municipais;
  • Criaram cidades "santuário" para proteger certas pessoas das leis que deviam ser aplicadas a todo o território nacional;
  • Grupos violentos exercem as suas atividades sem serem alvo das forças da ordem: atuam mascarados e nunca são identificados;
  • Aplica-se o estigma de discurso de ódio a quem expressa a sua opinião negativa apenas e só a determinada ideologia ou religião;
  • Aplica-se o estigma "racista" de forma abusiva e unidirecional;
  • Perseguem-se os estados que tentam proteger e controlar as suas fronteiras;
  • Existe uma polícia de pensamento que verte ódio e ataques pessoais a quem pensa diferente;
  • Permite-se que grupos controlem áreas e aplicam leis próprias nessas mesmas áreas;
  • A polícia é incapaz de garantir a segurança fundamental dos seus cidadãos;
  • Apoia-se a cultura alienígena e combate-se a cultura nacional;
  • Rouba-se a quem produz para sustentar quem não quer produzir. 

julho 26, 2017

Faena divertida

Pouco faltou para Rajoy, da "direita" espanhola, saltar para uma carroça gay no desfile de anormais em Madrid.

Contudo costuma defender-se bem. Aqui, num interrogatório de um advogado e pai de um militante do Podemos imputado pela justiça, defende-se bem.

Irmã radical nos Caminhos de Santiago ...

... arrisca-se a cair no regaço do Sr (como diz o meu Pároco) um pouco antes do tempo.


Petição

Em apoio a Gentil Martins:

http://citizengo.org/pt-pt/pr/72437-somostodosgentilmartins

Jornalistas sem espaço

... para a poesia.
Fim do Portugal-Rússia em futebol de praia, uma jornalista empolgada para um luso-brasileiro:
- Diga-me como foi o golo da viragem? Como fez? Explique, tirou as medidas à baliza e ...
Responde o rapazinho:
- Eu não sei bem como aconteceu

Sem espaço para o bom-senso. Hoje um jornalista visita aldeias ameaçadas pelo fogo e não tem outra pergunta:
-Está preocupada como fogo?
Responde uma aldeã:
- Então não hei-de estar querido. Estão a arder árvores de fruto, vinhas ... e outros bens das pessoas, não é para estar?


julho 24, 2017

As patifarias da víbora e da ajudante de campo Abedin

Judicial Watch: New Abedin Emails Reveal Additional Instances of Clinton Donors Receiving Special Treatment from Clinton Department of State

Para quando o julgamento deste diabo de saias?

Uma democracia de patifes

Até aqui as pessoas não eram números! Agora tanto faz serem 60 como 80: para este governo 64, 65 ou mais mortos dá-lhe exatamente o mesmo.

Não somos governados .. somos gozados todos os dias! Césares, Costas, Brilhantes, Augustos, Ferros, Galambas ... são os domadores. Somos os peões das nicas.

Combater com as mesmas armas

Recentemente o pai de Leopoldo Lopez visitou Espanha para expor a situação do filho, preso pela ditadura militar de Maduro. Onde quer que se deslocasse lá tinha um grupo do Podemos para o insultar e perseguir chamando-o de assassino. Aliás o Podemos é especialista nesta guerra psicológica.

Recentemente os Podemos são alvo, eles também, dos mesmos métodos mas bem justificados e justos. Os venezuelanos refugiados do regime chavista não perdem oportunidade de apresentar a realidade aos gurus económicos do Podemos que levaram o país à fome e até o próprio Pablo e a Yoko Ono não escapam. O pablito coletas, que defendia tais iniciativas, mostra-se agora agastado.

julho 23, 2017

Trump oblitera os "insurgentes sírios"

Mais uma vez prático: manda abaixo o programa da CIA-Obama que armava e pagava salário a um dos grupos terroristas sírio tão brutal como outro qualquer.