abril 25, 2017

Jornal do Incrível

  • O nosso Guterres não foge muito à linha doentia que segue a ora criminosa ora anedótica UN: "Arábia Saudita eleita para uma Comissão dos Direitos das Mulheres".
  • O Obama apareceu outra vez. E não apareceu mais inteligente: disse umas bacoradas e umas badalhoquices sem pés nem cabeça a que acham graça por serem iguais a ele Parece contudo haver gente disposta a pagar-lhe 400 000 dólares por uma charla de 30 minutos.

Viva o 25 de Novembro

O calibre do financiador das ONGs mais violentas da esquerda


Prossegue a matança chavista

Os protestos seguem em Venezuela com o grande "Planton Nacional": ontem mais três mortos às mãos armadas das milícias chavistas. O chavismo desarmou a população e agora arma os seus apoiantes contra a população desarmada: a história repete-se. Temos que admitir: a NRA tem razão.

 No Chile as milícias de Allende já estavam formadas após uma experiência económica que tinha o rumo da Venezuelana: as semelhanças são incríveis se compararmos situações de há dois/três anos. As manifestações nas ruas de Santiago eram enormes e Allende recebeu a visita de Fidel Castro que deixou o recado: defender o que restava do programa totalitário distribuindo armas pelos apoiantes do regime. As armas, guardadas num avião estacionado no Aeroporto, estavam já disponíveis e prontas.

A fome, a repressão, o terror, a falta de medicamentos, a corrupção que vemos de forma flagrante em Venezuela foram contudo evitadas no momento exacto: um militar cumpriu o 1º dever que lhe é atribuído.

abril 24, 2017

A vingança serve-se fria e à dentada



Assim de repentão ...

.... o socialista Macron tornou-se o ídolo da comunicação social. Já nem é socialista, nem é de esquerda nem de direita ... até é liberal! É um pós-adolescente do estilozinho Trudeau que faz "frente à extrema direita nacionalista".

Longe vai o tempo de Passos Coelho ser apenas um neo-liberal perigoso: quanto não perdeu por não ser um liberal à Macron.. 

Mas afinal quem é e o que fez Macron:
  • Foi ministro de Hollande quando Hollande era a salvação socialista de França. Foi mas por pouco tempo e afinal terá sido por não concordar com Hollande que era o herói do momento agora caído em desgraça!
  • Macron foi banqueiro e ganhava quase 3000 euros por dia mas declarou uns trocos de 200 000 Euros como património pessoal! Que fez ao dinheiro? Não interessa pois nem é de esquerda nem de direita e ganhou a Le Pen.
  • Macron tem mulher? Macron tem mulher mas não a conseguiu ... roubou-a a outro e ainda sentava o rabinho nos bancos de Liceu. Um prodígio o rapaz.
  • O Macron fez e criou filhos? Pois não ... herdou-os de outro!
 Assim vai a França! No dia das eleições os moamedes iluminaram a noite fazendo de tochas os desgraçados carros dos franceses que os alimentam com insuportáveis impostos e acumulam uma dívida monstruosa.

abril 23, 2017

Mas que lata

Queres? 
Toma

abril 22, 2017

O Inferno

Fome, doença, miséria, repressão, desemprego, insegurança e falta de esperança: é a miséria total em Venezuela. Saques e terror são o "novo normal".

Vai ser necessária uma ajuda humanitária massiva para limitar os estragos e evitar uma tragédia de proporções dantescas. Desejo ardentemente que Maduro acabe como acabou Mussolini.

Entretanto o PCP e o Podemos (com o BE caladinho com um rato) apoiam os crimes do regime bolivariano. O PCP é um partido criminoso que causou muito sofrimento aos portugueses e está sempre ao lado das piores ditaduras da esquerda.

Este país não tem futuro: os melhores abandonaram! Os que ficaram não estão motivados para deixaram roubar o produto do seu trabalho e alimentar a corrupção da clientela bolivariana.

abril 20, 2017

Mortal à retaguarda com encarpado duplo nos Champs Elysees

  • "Atentado terrorista de grande envergadura e possivelmente violento": diz a jornalista sobre as prisões efectuadas em Marselha.
  • "Possível atentado terrorista": diz ainda incrédula.
  • "Alegados terroristas": diz aflita.
  • "Um assalto que correu mal": uma tragédia! Não se pode assaltar sem garantias de segurança para o sucesso.
  • "Não se conhecem as motivações": estúpida: limpar o cano da arma, evitar que as munições ultrapassem o prazo de validade, dar emoção aos entardeceres em Paris! Isto não chega?
  • "Uma vingança relacionada com as prisões de terroristas em Marselha": não se pode fazer terrorismo em paz sem ser alvo da polícia? Vamos lá! Onde estão os direitos?
  • "Le Pen atrai os votos do medo": diz especialista na "coisa". Então os votos dos que gostam de morrer pelas saraivadas de AK muçulmanas vão para quem? O votantes "com medo" não serão vítimas de uma fobia a tratar urgentemente? O medo é para erradicar? Onde dão cursos contra esta fobia? Poder-se-á suspender o votante medricas e acagaçado para dar o voto a outros com gosto de ir para o outro mundo directamente das Tulherias ou do Arco do Triunfo?

No meio disto tudo uma boa notícia: o encornador-mor da República vai dar outro discurso à nação, os peluches vendem-se como pipocas, as flores e velas vão esgotar, a islamofobia vai ser combatida, os "artistas" vão ser melhor integrados e receber o Assassins Creed para treinar de forma mais saudável.

E Vive la République!

Os betinhos do BE

Raramente vejo um telejornal e especialmente se for na TVI.

Hoje um obscuro João Pina ganhou honras televisivas: um betinho snowflake, com todo o estilo do mais escabroso que o BE consegue parir mesmo sem procriação medicamente assistida, faz uma exposição sobre as "vítimas" das ditaduras "de direita" da América Latina.

Ele lá sabe mas arte e engenho não lhe falta: 100 000 mortos da ditadura castrista, dezenas de milhares  da ditadura venezuelana, dezenas de milhares do terrorismo esquerdista  (Brasil, Nicarágua, Colômbia, Argentina, Perú e outros) a somar às perseguições esquerdistas no México e este "camarada" consegue fazer uma "exposição" com as vitimas das ditaduras de direita.

É obra ser bisgarolho ... no entanto a merda que ele produz só a come quem quer.

Mas os tempos mostram a verdade ... Augusto Pinochet foi um herói: o que acontece na Venezuela foi o que ele evitou no Chile.